Nascer – Lela Beltrão

R$119,00

Calcule o prazo e valor do frete deste produto

Categoria:
  • Descrição

Descrição

“Ser carregadas, embaladas, acariciadas, tocadas, massageadas, cada uma dessas coisas é alimento para as crianças pequenas. (Frederick Leboyer)

Antes da amamentação e da criação dos filhos, toda mulher que engravida inevitavelmente vai passar por um parto! Pensando nesse momento tão especial, intenso e por vezes complexo na vida das mulheres, a Editora Timo escolheu falar mais sobre isso em seu novo projeto.

Toda mulher deveria ter autonomia para escolher o parto que quer para si, e essa escolha (consciente) precisa ser respeitada. O projeto pretende mostrar a importância da mulher como protagonista do seu parto e as consequências positivas que um parto vivenciado com respeito podem ter na vida de um bebê e, por conseguinte, de toda a família que está nascendo nesse momento.

Vivemos uma realidade em que 25% das mulheres sofrem violência obstétrica (dados Fundação Perseu Abramo) e que, nos hospitais particulares, a taxa de cesáreas é de 80% (enquanto a Organização Mundial de Saúde indica 15%). Esses dados nos mostram a importância de olharmos para a natureza de parir. O livro Nascer pretende, através de imagens, incentivar as mulheres a pesquisarem, se informarem e assim se empoderarem do seu processo de parto.

No livro, reunimos imagens de mais de 50 trabalhos de parto. Desses partos, 10% foi cesárea. Dos partos normais, alguns foram naturais e outros com anestesia. Alguns domiciliares, outros hospitalares e em casa de parto. Em comum, todos foram acompanhados por equipes de parto humanizado, onde a mulher é a protagonista do seu processo e, portanto, respeitada.

Essa coletânea de imagens permite que o leitor veja 3, 4, 5 mulheres diferentes em um mesmo momento do trabalho de parto. Durante uma contração, na banheira, com o suporte da doula, no período expulsivo, entre outros. E quando vemos várias mulheres parindo lado a lado, percebemos uma relação, algo que é comum a todas, uma similaridade no ser mulher e no parir, trazendo uma sensação de normalidade e naturalidade para o processo do parto.